quinta-feira, 23 de fevereiro de 2012

RESTAURAÇÃO - primeiros resultados.

No dia 23 de fevereiro o Delegado Cyro Advincula da Silva, Diretor do Museu da Polícia Civil, acompanhado do Comissário Jorge Mendes, visitaram as obras de restauração do Prédio Histórico da Rua da Relação.

São visíveis os primeiros resultados dos trabalhos da RRCompacta realçando a sua boa qualidade.

A oficina atelier refaz os diversos adornos da fachada com a finalidade de substituir as peças danificadas. São centenas de peças reproduzidas com técnica que assegure durabilidade.

Em todo o prédio com revestimento de telas de proteção é observada a ação dos operários especializados que atuam na restauração da fachada. Já limpa e restaurada a fachada do antigo necrotério, atual pátio de estacionamento, mostra toda a beleza da arquitetura de Heitor de Mello e oferece uma visão do futuro da obra.

Plantas e croquis servem de base para as intervenções, assegurando-lhes a máxima fidelidade ao original.

A equipe de funcionários do Museu, sob a orientação do Comissário Jorge Mendes, acompanha diariamente a obra, lavrando em livro próprio o progresso do seu desenvolvimento e as ocorrências verificadas .
Intervenções em toda a fachada

Portão do pátio em recuperação

Parte já restaurada - símbolo do antigo necrotério

Muro do pátio já restaurado, mostra a beleza da construção

Comissário Jorge Mendes supervisiona os trabalhos do atelier

Restauradora trabalha em adorno da fachada do prédio

Comissário Jorge Mendes atento aos detalhes

Formando estoques de peças de reposição

Peças de gesso a serem empregadas no imóvel

Belo adorno da fachada


Detalhes que fazem a diferença

Portão principal ainda com zarcão

Polícia Central, em restauração total
Plantas detalhadas orientam os trabalhos



Prédios do entorno também são beneficiados

domingo, 15 de janeiro de 2012

CENTENÁRIO DO MUSEU DA POLÍCIA CIVIL



15 de janeiro de 1912  -  15 de janeiro de 2012


No dia 15 de janeiro último o Museu da Polícia Civil comemorou o seu centenário. Criado em 1912 na abóboda do Palácio da Polícia, construído dois anos antes, tinha como acervo instrumentos de crime, equipamento policial e material relacionado com as perícias. Utilizado para as aulas práticas do pessoal de investigação do recém criado Corpo de Segurança Pública, também era franqueado ao público que tinha a oportunidade de conhecer, ainda, as instalações do luxuoso Palácio da Polícia da Rua da Relação, onde ficava o gabinete do Chefe de Polícia do Distrito Federal.
Hoje a sua sede passa por uma cuidadosa restauração a cargo das empresas RRCompacta e W Torre para a implantação do CCPC - Centro Cultural da Polícia Civil, onde o Museu da instituição, integrado ao corredor cultural do Centro do Rio, será o principal destaque e garantirá o funcionamento do CCPC durante o ano inteiro, nele promovendo exposições temporárias e outras atividades voltadas para a cultura e entretenimento.

 Na Wikia em língua portuguesa